11 de julho de 2010

Por trás dos novos e melhorados lobos

Se você já viu Eclipse, é possível que você tenha delirado com os lobos – especialmente a cena em que Jacob, na forma de lobo, chega até Bella durante a sequência de treinamento. É um dos momentos Phil Tippett, da empresa Tippett Studio – duas vezes vencedor do Oscar de efeitos visuais com Jurassic Park e O Retorno de Jedi, e que produziu os efeitos visuais dos lobos para ambos filmes, Eclipse e Lua Nova – ficou mais orgulhoso.
“Isso era uma coisa comum para nós, que na maioria das vezes, nos esquecemos que somos como ‘deuses’ fazendo estes animais maravilhosos e agressivos”, disse-nos recentemente pelo telefone, já que ele estava na Inglaterra comemorando o aniversário de 90 anos de Ray Harryhausen. “Então foi ótimo ter um momento de tranquilidade. A cena proposta do surgimento de uma relação reprimida era complicado. De fato, a cena do treinamento inteira, onde os lobos não fazem nada foi difícil. Um bando de lobos parados assistindo vampiros treinarem e tentar transparecer alguma ansiedade, foi complicado. Seria dessa forma para qualquer ator, quando você tem que carregar uma certa parte da cena em que você não faz nada, porque você tem de descobrir algum modo de preencher a cena com alguma coisa.”
Era importante para o diretor de Eclipse, David Slade, que Taylor Lautner filmasse aquela cena com Kristen Stewart, para que ela fosse capaz de estabelecer um contato visual com ele, ao invés de uma bola que poderia ter sido utilizada e mais tarde computadorizada transformando-se num olho. O departamento de figurino vestiu Lautner em uma malha cinza de lycra – com um tecido especial para que a luz não refletisse em Stewart e criasse problemas com a iluminação quando Jacob lobo fosse adicionado, nos disse Tippett. Nós porém gostaríamos de acreditar que haverá algo sobre isto nos extras do DVD. Isto seria ótimo, não?
O momento mais crítico, foi que Slade tinha uma visão diferente dos lobos de Lua Nova, do diretor Chris Weitz. Para começar, os lobos de Weitz teriam os olhos de seus atores. “Ele meio que queria o desempenho de um lobo controlado por uma mente humana”, disse Tippett. Slade quis que os lobos tivessem olhos de lobos, do que olhos humanos. “David queria um desempenho mais feroz, selvagem e agitado. Ele queria ver os lobos representados de maneira mais fotográfica, onde teríamos mais pelos e patas menores.”
A credibilidade dos lobos foi igualmente fundamental para a sequência da luta principal contra o exército de vampiros recém-nascidos. “Nós tivemos que ver acima de uma base racional para o que acontece quando um lobo de aproximadamente 589 Kg a uma velocidade de quase 57 Km por hora cai em cima de um vampiro recém-nascido, interpretado por um ator de mais ou menos 74 Kg, e como poderíamos justificar isto”, falou Tippett. “David nos permitiu esta transgressão, ‘bem vamos dizer que os recém-nascidos não são feitos do mesmo material que os humanos, mas algum tipo de mármore, que tem uma massa cerca de 226 Kg, para eles o cetro de gravidade é mais baixo’, isto nos permitiu a começar a pensar sobre como fazer tudo mais palpável, sem pensar nas diferenças gritantes de dois universos físicos.
E você, qual lobo prefere: os de Lua Nova ou de Elipse ?

Nenhum comentário:

Postar um comentário